• Telefones de Atendimento

    0800-040-1010 | 0800-051-3130

  • Agencia Virtual

    Agencia Virtual Ceriluz

  • Bandeira Tarifária

    Escassez Hídrica

A Cooperativa Regional de Energia e Desenvolvimento Ijuí Ltda. - Ceriluz, disputará mais uma vez o título de Melhor Permissionária de Energia, na categoria Mais de 10 mil Unidades Consumidoras, enfrentando as cooperativas Cermissões, de Caibaté, e a Cergal, de Tubarão, Santa Catarina. Também poderá concorrer ao Prêmio Brasil Permissionárias, caso sua avaliação esteja entre as três melhores entre todas as distribuidoras de energia, incluindo permissionárias e concessionárias. Os nomes das distribuidoras de energia brasileiras finalistas foram apresentados nessa quinta-feira, dia 15 de julho, pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). As vencedoras em 14 categorias serão conhecidas em cerimônia virtual de premiação no próximo dia 29, com início às 16h, com transmissão pelo canal da ANEEL no youtube.

O objetivo do certame é destacar as distribuidoras mais bem avaliadas. Os índices são resultantes de pesquisa de opinião encomendada pela ANEEL junto a consumidores residenciais em todo o Brasil. Foram ouvidos 29.611 consumidores residenciais de 104 distribuidoras entre 17 de novembro de 2020 e 12 de fevereiro deste ano em 625 municípios em todo o Brasil.  As questões abordaram o nível de satisfação do consumidor de forma geral, qualidade do fornecimento de energia e de serviços prestados, atendimento e confiança na distribuidora.

A Ceriluz sagrou-se campeã na Pesquisa Aneel de 2018, eleita Melhor Distribuidora do Brasil, e foi vice em sua categoria nas pesquisa de 2014, 2017 e 2019.

Conheça todas as finalistas aqui.

Entre os dias 03 e 09 de julho a Ceriluz solicitou à comunidade, seus associados e colaboradores, a sua participação na Campanha Ações Que Inspiram, baseada na arrecadação de alimentos não perecíveis, alusiva ao Dia Internacional do Cooperativismo, ou o Dia C, comemorado no dia 03 de julho. Além da arrecadação em pontos de coleta nos escritórios da Ceriluz, nos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais de Ijuí, Augusto Pestana e Jóia, e ainda na loja Central da Construção, em Ijuí, no Dia C, voluntários da Cooperativa - colaboradores e conselheiros - realizaram uma coleta nos supermercados locais (veja aqui). Ao final, a Campanha atingiu um resultado final de 4.187 kg de alimentos não perecíveis, com destaque para arroz, feijão, massas, farinhas, óleo de soja, leite, açúcar e sal, entre outros diversos. Desse número total, metade foi doação e a outra metade foi contrapartida da Ceriluz, que se comprometeu a dobrar todo alimento doado.

No município de Ijuí foram 2.190 kg, divididos entre sete entidades assistenciais: ACATA e ARL6, contemplando famílias que trabalham com reciclagem de resíduos; os Lares Bom Abrigo e Me Ame, que cuidam de crianças; a Liga de Combate ao Câncer e a AAPECAN, que prestam assistência a pessoas com câncer e seus familiares, e a Sabeve, que abriga e presta assistência a idosos.

Em Ajuricaba foram 1.207 kg de alimentos, todos doados para o Hospital daquele município. Outro hospital beneficiado foi o São Francisco, de Augusto Pestana, que recebeu 123 kg de alimentos arrecadados em uma parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais daquele município.

No município de Catuípe os donativos (410 kg), foram divididos entre a Pastoral da Paróquia Santo Antônio, que trabalha com crianças, e a Igreja Batista Brasileira, que serve refeições todas as quartas-feiras.  Já em Jóia os alimentos arrecadados (257 kg) foram divididos entre o Lar Aconchego, que presta assistência a idosos, a APAE daquele município e algumas famílias associados do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, também parceiro na campanha.

 

No sábado, dia 03 de julho, as cooperativas comemoraram o Dia Internacional do Cooperativismo. Para marcar essa data a Ceriluz aderiu ao desafio de desenvolver o Dia de Cooperar, ou Dia C, e um grupo de colaboradores e conselheiros da Cooperativa mobilizou-se para realizar uma coleta de alimentos não perecíveis nos supermercados de Ijuí e região. A ação integrou a Campanha Ações Que Inspiram, que está em sua segunda edição, e que visa estimular as pessoas a realizarem pequenas iniciativas de cooperação, mas com uma grande resultado coletivo.

Divididos em pequenas equipes, usando máscaras e adotando os demais cuidados para evitar o contágio do coronavírus, os envolvidos solicitavam aos usuários dos supermercados a doação de alimentos não perecíveis para serem destinados a entidades assistenciais. Uma significativa quantidade de alimentos foi arrecada e durante esta semana está sendo feita a triagem desses produtos. Com os resultados em mãos, a Cooperativa irá adquirir a mesma quantidade, antes de repassar às entidades escolhidas.

Porém, a campanha ainda não se encerrou. Pessoas que ainda desejam fazer a doação podem contribuir com a iniciativa. Ela prossegue até a próxima sexta-feira, dia 09 de julho, período em que a comunidade ainda pode levar donativos até os pontos de coleta disponibilizados nos escritórios da Ceriluz, em Ijuí, Ajuricaba e Catuípe, nos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais de Ijuí, Augusto Pestana e Jóia, e também na loja Central da Construção, em Ijuí. Podem ser doados alimentos não perecíveis como arroz, feijão, macarrão, açúcar, sal, farinhas, óleo de cozinha, produtos enlatados, entre outros.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) liberou para operação comercial, a partir do dia 17 de junho, a Unidade Geradora UG2, da Central Geradora Hidrelétrica (CGH) Igrejinha, usina localizada no Rio Ijuizinho, entre os municípios de Boa Vista do Cadeado e Jóia, no estado do Rio Grande do Sul. Esta Unidade Geradora tem uma capacidade instalada de 2,425 Megawatts (MW) e está conectada à rede de distribuição da Coprel. A CGH é de titularidade da empresa Boa Vista do Cadeado Energia Ltda., com participações da Ceriluz (59%) e Coprel (41%).

A outra Unidade Geradora (UG1) será conectada ao sistema de distribuição de energia da RGE e aguarda a autorização da mesma, para então ser feita a solicitação da Licença de Operação Comercial junto a Aneel. A obra já está totalmente concluída e teve sua Licença de Operação (LO) emitida pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (FEPAM) no dia 11 de junho.

Com Licença de Instalação desde dezembro de 2017, a obra teve início em junho de 2019, com os primeiros trabalhos concentrados na barragem, que reaproveitou a antiga estrutura da Usina Tarumã. Com uma queda de 18,5 metros em relação ao ponto de coleta de água e a localização das turbinas, e um túnel adutor de 618 metros escavado na rocha, a CGH Igrejinha terá uma capacidade instalada de 4,850 Megawatts (MW).

No próximo dia 03 de julho as cooperativas vão comemorar o Dia Internacional do Cooperativismo. Para marcar a data todos os anos elas realizam ações sociais e voluntárias, visando beneficiar a comunidade. Assim sendo, nesse ano a Ceriluz vai realizar a segunda edição da Campanha AÇÕES QUE INSPIRAM, que visa estimular as pessoas a realizarem pequenas iniciativas de cooperação, mas com uma grande resultado coletivo. Em 2021 a iniciativa estará focada na arrecadação de alimentos não perecíveis a serem destinados para entidades assistenciais de Ijuí e região.

Toda a comunidade regional, de forma especial seus associados e colaboradores, podem contribuir com doações, o que pode ser feito até 09 de julho. Além dos pontos de coleta nos escritórios da Ceriluz, em Ijuí, Ajuricaba e Catuípe, a Cooperativa conta com o apoio dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais de Ijuí, Augusto Pestana e Jóia, e da Central da Cosntrução, em Ijuí, que também farão o recolhimento dos alimentos suas sedes. E a Ceriluz se compromete a dobrar a doação realizada pela comunidade. Por isso, coopere você também.

Mais sobre o Dia C

Dia C já faz parte da agenda estratégica do Sistema OCB e do Sistema Ocergs e reforça o propósito do movimento SomosCoop: tornar o cooperativismo brasileiro mais conhecido pela sociedade e despertar o orgulho naqueles que já fazem da cooperação uma prática diária. Segundo dados da OCB, só em 2020, mais de 7,8 milhões de pessoas foram beneficiadas com mais de 2,8 mil iniciativas e ações realizadas por 2.226 cooperativas e seus mais de 137 mil voluntários. No ano passado, ao todo, 1.383 municípios brasileiros registraram a força do voluntariado cooperativista. As iniciativas estão alinhadas aos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, propostos pela Organização das Nações Unidas.

 

 

Onde e quando doar: As doações podem ser realizadas até 09 de julho, nos seguintes locais:

  • Escritórios da Ceriluz: Ijuí, Ajuricaba e Catuípe;
  • Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ijuí;
  • Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Augusto Pestana;
  • Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Jóia;
  • Central da Construção, em Ijuí;

O que doar: arroz, feijão, macarrão, açúcar, sal, farinhas, óleo de cozinha, produtos enlatados, entre outros.

No dia 05 de junho é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente, que neste ano teve como tema central a Restauração dos Ecossistemas. Considerando essa data, a Ceriluz realizou na véspera, dia 04, um ato simbólico para comemorar a aprovação do seu projeto de Reposição Florestal, pelo Departamento de Biodiversidade da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura do RS. O ato aconteceu em uma propriedade de cinco hectares adquirida pela Cooperativa, na comunidade de Chorão, em Ijuí, onde está sendo feito o plantio de árvores nativas nas áreas degradadas. A iniciativa contou com a participação de representantes das entidades envolvidas: da Ceriluz, Romeu de Jesus, diretor-secretário, Bráulio Schussler, engenheiro eletricista, e Roger Dallepiane, técnico ambiental; da Unijuí, Márcia Sostmeyer Jung, mestranda, e da JS Florestal, Jorge Schirmer, engenheiro florestal. Também participou da atividade o responsável pelo plantio, Vilmar Batista.

O projeto contempla o plantio de oito mil mudas nativas e atende a Licença Única 341/2019, emitida pela FEPAM/RS, que solicita reposição florestal para compensar o impacto gerado pelo manejo de espécies nativas na chamada Faixa de Segurança das redes de distribuição de Energia da Cooperativa, espaço de 15 metros sob as redes. “A vegetação pode gerar conflito com as redes de distribuição e visando manter a qualidade da energia a Ceriluz necessita fazer a limpeza periódica das faixas de domínio dessas redes. Atendendo a legislação a Cooperativa desenvolveu esse projeto de reposição florestal para fazer a compensação da vegetação retirada”, explica o engenheiro eletricista, Bráulio Schussler.

Além do plantio das mudas nativas o projeto inclui a coleta e análise de águas superficiais de nascentes em propriedades rurais de associados da Ceriluz e sua proteção. “Esse projeto é amplo e tem o objetivo de reflorestar nascentes e proteger cursos d’água afluentes do rio Ijuí, para que eles tenham uma vasão normal e com cada vez mais qualidade”, afirma o diretor Romeu de Jesus. O trabalho de avaliação da qualidade da água é coordenado pela engenheira química, Márcia Sostmeyer Jung, mestranda em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade pela Unijuí. A coleta é feita em cinco propriedades de associados da Ceriluz, que serão contemplados com o plantio de mudas nas Áreas de Preservação Permanentes das nascentes observadas.  

Todo o trabalho se concentra nos municípios de Ijuí e Bozano, na microrregião de atuação das Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH’s) José Barasuol e RS-155, que exploram o potencial hidrelétrico do Rio Ijuí.

Mais detalhes sobre o projeto no Informativo Ceriluz Além da Energia dessa semana. Abaixo mais fotos do evento.