• Telefones de Atendimento

    0800-040-1010 | 0800-051-3130

  • Agencia Virtual

    Agencia Virtual Ceriluz

  • Bandeira Tarifária

    Escassez Hídrica

Atualmente a Cooperativa atende aproximadamente 15 mil Unidades Consumidoras, sendo elas propriedades rurais, agroindústrias, indústrias, comércios, escolas, universidades, postos de saúde, enfim, demandas dos mais diferentes tipos. E seu consumo cresce anualmente em níveis superiores aos registrados no país. Para suportar isso é preciso ter INFRAESTRUTURA de distribuição.

É preciso ter redes de qualidade e equipes qualificadas para garantir o abastecimento de energia, a qualquer custo, inclusive em temporais. O associado não pode ficar sem energia porque precisa produzir para garantir sua renda. Atualmente o complexo de distribuição de energia da Ceriluz se estende por mais 4,2 mil quilômetros de redes, espalhadas em 23 municípios da região Noroeste, destas, 3,2 mil km de média tensão e outros mil quilômetros de baixa tensão. São mais 42,6 mil postes, todos de concreto, assim definido desde o início da construção das redes, em meados de 1970. São ainda mais de 5 mil transformadores, trifásicos e monofásicos, além de inúmeros equipamentos, INFRAESTRUTURA que garante a estabilidade e a qualidade no fornecimento da energia elétrica. Há ainda as usinas e subestações, fundamentais para esse equilíbrio no abastecimento de energia.

Nada disso seria suficiente sem as equipes de trabalho, que atuam 24 horas/dia e estão sempre à disposição para atender o associado em caso de falta de energia, faça chuva ou faça sol. Assista este conteúdo em: https://www.youtube.com/watch?v=mlUDKokuq0w.

No dia 20 de agosto de 1966, há 55 anos atrás, um grupo de agricultores do Distrito de Mauá, Ijuí, reuniu-se para fundar a Ceriluz e lutar por uma necessidade básica na época, a luz para iluminar suas noites. Provavelmente eles não imaginavam que sua iniciativa garantiria hoje a energia para mais de 15 mil associados, que já não a usam mais apenas para iluminar, mas praticamente para tudo, 24 horas por dia.

Foi um período longo, de muitos desafios, conquistas e algumas derrotas também, mas que serviram para fortalecer a Cooperativa e o seu associado. Nos 55 anos de sua história a Ceriluz, por meio de investimentos e estratégias de suas diretorias e colaboradores, qualificou a distribuição e a geração de energia na região, de modo que o associado hoje possa investir em suas atividades, com segurança e tranquilidade. Enquanto que nas primeiras três décadas o foco esteve na construção de uma rede básica de abastecimento, os últimos 25 anos obrigaram diretores e colaboradores a repensarem suas ações e apostar na estruturação das redes, considerando o aumento da demanda dos associados e o papel que essa energia ganhou.

A partir disso, a Ceriluz melhorou suas redes, implantou subestações e construiu usinas, trazendo uma segurança até então inimaginável para a região e, especialmente, para o associado, que hoje pode investir, sem medo, mesmo agora, quando se fala tanto em crise hídrica no Brasil. “Será nesses momentos mais difíceis que o nosso associado vai sentir o resultado da infraestrutura que a Ceriluz tem hoje”, garante o presidente, Iloir de Pauli. Segundo ele, mesmo que haja racionamento de energia no país, essas estruturas impedem que as redes de energia da Ceriluz sejam desligadas. “Se caso acontecer do Ministério de Minas e Energia decidir por um racionamento de energia no Brasil, nossa região poderá ser afetada sim, mas a Ceriluz construiu estruturas, redes alimentadoras, subestações e usinas, e jamais será desligada uma rede onde houver uma usina gerando energia”, defende.

Para comemorar seus 55 anos a Ceriluz quer apresentar ao associado essa infraestrutura construída. Além de eventos que estão sendo preparados para reunir associados assim que possível, a partir dessa sexta-feira, dia do aniversário, a Cooperativa lança uma campanha em suas redes sociais, com destaque para uma série de reportagens, composta por onze vídeos, onde vai apresentar o complexo que hoje compõe o grupo Ceriluz e que garante a excelência no abastecimento de energia. Destaque para as redes, subestações, usinas, a sede estratégica e, ainda, o trabalho com o fornecimento de internet fibra óptica, o novo grande desafio abraçado pela Ceriluz e que reprisa o que aconteceu na época em que a Ceriluz começou a fornecer energia, ou seja, prestar um serviço essencial que as grandes empresas do setor não prestavam no meio rural, pelos altos custos.

“Esse trabalho estratégico, das diretorias e seus colaboradores, nos levou a um momento onde podemos falar, com clareza, que nosso associado tem uma segurança como nunca antes na distribuição de energia, o que é essencial para que ele possa seguir investindo na sua propriedade, na sua empresa, gerando desenvolvimento”, comemora Iloir. Segurança que vem se refletido na confiança do associado. “O reflexo desse trabalho se deu novamente na Pesquisa Aneel de Satisfação do Consumidor, onde nossos associados nos deram uma excelente nota, nos colocando novamente entre as melhores distribuidoras de energia do Brasil”, afirma Iloir, se referindo à conquista do Prêmio Aneel de Qualidade 2020, como melhor Permissionária Acima de 10 mil Unidades Consumidoras, com uma aprovação de 84,38%, e de segunda melhor distribuidora do Brasil.

Para acompanhar a campanha e conhecer esse trabalho o associado deve inscrever-se no canal do Grupo Ceriluz no youtube ou seguir a Cooperativa no Facebook e/ou Instagram, onde os vídeos serão periodicamente divulgados.

Veja abaixo algumas imagens dessa infraestrutura.

 

No  dia 10 de agosto representantes da Ceriluz e Unijuí estiveram reunidos para formalizar a entrega de um novo sistema de leitura remota de medidores de energia, gerado pelas equipes da universidade. O sistema se caracteriza por um conjunto de programas computacionais elaborados para fazer a leitura remota dos dados dos medidores de energia de clientes do grupo A, da Cooperativa, englobando aproximadamente 300 consumidores. 

O novo sistema foi desenvolvido pelo Grupo de Automação e Controle (GAIC) da Unijuí e possibilita a utilização de uma série de informações de forma online, para análise de carga do sistema e identificação de interrupções no fornecimento de energia. Dessa forma possibilita a análise de forma rápida e segura da qualidade de energia fornecida aos consumidores, aumentando a confiabilidade do sistema e reduzindo significativamente o tempo necessário para realizar o faturamento, minimizando o tempo entre a leitura inicial e a emissão da fatura para pagamento por parte do consumidor. 

Participaram da atividade de entrega, representando a Ceriluz, os engenheiros eletricistas Bráulio Schussler, responsável técnico, e Mateus Trevisol, gerente do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da Cooperativa. Já pela Unijuí, participaram do encontro os professores Paulo Sérgio Sausen e Mauricio de Campos, o técnico Gustavo Machado e as analistas da Agência de Inovação e Tecnologia, Fabiana Simon e Miriam Spohr.

A parceria foi estabelecida no início do mês de abril entre as duas instituições, com acompanhamento pela Agência de Inovação e Tecnologia da Universidade (Agit) e promete continuidade em novos projetos para aperfeiçoamento de outras variáveis do sistema.

Com informações do COMUNICA UNIJUÍ.

A Ceriluz submeteu nos meses de julho e agosto seus colaboradores aos exames do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), que atestam a capacidade de cada colaborador desenvolver suas funções específicas. As avaliações médicas se aplicam tanto para profissionais que desempenham suas funções nos escritórios, quanto das áreas técnicas – geração e distribuição de energia e internet - e são realizadas anualmente sob a coordenação geral do médico do trabalho, Ernani Oppermann, responsável pela emissão do Atestado de Saúde Ocupacional (ASO), que garante que o colaborador está apto a realizar suas atividades laborais.

Os trabalhadores da área técnica, no entanto, enfrentam exames complementares, visando identificar problemas de saúde que possam incorrer em acidentes de trabalho. Entre eles, exames de sangue, audiometria, acuidade visual, eletroencefalograma, eletrocardiograma e avaliação psicossocial. Estes exames específicos foram realizados pela equipe multiprofissional do Departamento de Medicina e Saúde Ocupacional da Unimed Noroeste/RS, que pela primeira vez utilizou para essa finalidade uma Unidade Móvel, ou seja, um veículo adaptado com os principais equipamentos para a realização dos exames e testes diretamente na empresa contratante, sem necessidade de deslocamento dos colaboradores.

Os exames complementares das equipes técnicas foram realizados nos dias 22 e 23 de julho e nos dias 02, 03, 05 e 06 de agosto. Já as avaliações médicas do Atestado de Saúde Ocupacional (ASO), periódico e obrigatório para todos os colaboradores, ocorreram nos dias 30 de julho, 02, 09 e 11 de agosto.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) realizou na tarde do dia 29 de julho a cerimônia virtual de divulgação das distribuidoras vencedores do Prêmio Aneel de Qualidade 2020, em 14 diferentes categorias. A Ceriluz estava entre as finalistas na categoria Permissionárias Acima de 10 mil Unidades Consumidoras e sagrou-se campeã com um índice de satisfação de 84,38%. Ela concorreu com as cooperativas Cermissões, de Caibaté, e a Cergal, de Tubarão, Santa Catarina. Analisando todas as cooperativas e concessionárias participantes, a Ceriluz ficou em segundo no ranking nacional, atrás apenas da Cooperativa Castro-Dis, do Paraná, vencedora da categoria Permissionárias até 10 mil Unidades Consumidoras. Também é a melhor distribuidora de energia do Rio Grande do Sul.

Os índices são resultantes de pesquisa de opinião encomendada pela ANEEL junto a consumidores residenciais em todo o Brasil. Foram ouvidos 29.611 consumidores residenciais de 104 distribuidoras entre 17 de novembro de 2020 e 12 de fevereiro deste ano em 625 municípios em todo o Brasil.  As questões abordaram o nível de satisfação do consumidor de forma geral, qualidade do fornecimento de energia e de serviços prestados, atendimento e confiança na distribuidora. Na área de ação da Ceriluz foram visitados associados dos municípios de Ijuí, Augusto Pestana, Coronel Barros, Ajuricaba e Inhacorá.

A Pesquisa IASC é realizada anualmente pela ANEEL desde 2000 e retrata a opinião dos consumidores sobre as distribuidoras e tem como objetivo principal estimular a melhoria contínua dos serviços.

A Ceriluz no Prêmio ANEEL

A Ceriluz vem obtendo bons resultados nas pesquisas da Aneel, sagrando-se a melhor distribuidora de energia do Brasil na pesquisa 2018, com uma média de satisfação de 85,93%, superando todas as demais, permissionárias e concessionárias. Na Pesquisa 2019, mesmo superando o índice que a levou a ser campeã, alcançando 89,26% de aprovação, a Cooperativa foi a segunda melhor em sua categoria e a terceira no ranking de todas as distribuidoras brasileiras. Ela já havia sido vice-campeã em sua categoria em 2014, quando a Aneel incluiu as cooperativas na pesquisa, e em 2017. Desde que participa do Prêmio, a partir de 2014, a Ceriluz sempre esteve entre as cinco melhores distribuidoras de energia do Brasil.

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) esteve reunida nessa terça-feira, dia 27, e aprovou as novas tarifas de 15 Cooperativas Permissionárias de Distribuição de Energia Elétrica, dos estados do Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo. Entre elas está a Ceriluz, que terá um reajuste médio das tarifas de 13,03%, a vigorar a partir dessa quinta-feira, 30 de julho. Individualmente, a agência definiu um reajuste de 12,06% para os consumidores Alta Tensão, que incluem as classes Industrial e Comercial, e de 14,28% para os consumidores de Baixa Tensão, entre eles as classes Rural e Residencial.

O reajuste representa uma variação de custos de praticamente dois anos, considerando que no período tarifário 2020/21 a Cooperativa fez um esforço no sentido de não reajustar suas tarifas. Na ocasião ocorreu uma redução média de 0,55%, nos valores pagos pelos associados em relação aos praticados no período tarifário 2019/20. Além disso, no período de abril a julho de 2020, a Cooperativa concedeu um desconto de 10% sobre as tarifas de todos os associados, com o objetivo de minimizar os efeitos gerados pela estiagem e pela Pandemia do Coronavírus.

Ao calcular a tarifa a agência reguladora considera a variação de custos que a permissionária teve no decorrer do período de referência, sendo que a fórmula de cálculo inclui custos típicos da atividade de distribuição, sobre os quais incide a inflação e outros custos como energia comprada de geradoras, encargos de transmissão e encargos setoriais. O momento mostra-se bastante complicado para o setor, que vê os custos da energia aumentarem considerando a falta de chuva nas bacias hidrográficas onde estão as principais usinas hidrelétricas do país.

O presidente Iloir de pauli tratou desse e de outros assuntos no Informativo Ceriluz Além da Energia da última semana. Acesse aqui e ouça.