• Telefones de Atendimento

    0800-040-1010 | 0800-051-3130

  • Agencia Virtual

    Agencia Virtual Ceriluz

  • Bandeira Tarifária

    Escassez Hídrica

Foram realizadas no dia 19 de março as assembleias das Cooperativas de Distribuição e Geração de Energia do Grupo Ceriluz. Ambas foram no formato semipresencial, mas priorizando o acesso online.

A Assembleia Geral Ordinária da Cooperativa Regional de Energia e Desenvolvimento Ijuí Ltda, teve início às 14h30, enquanto a AGO da Cooperativa de Geração de Energia e Desenvolvimento Social Ltda, iniciou às 17h. Todas as informações, como a prestação de contas da administração, incluindo o relatório de gestão, demonstrações contábeis do exercício e pareceres, foram apresentadas em tempo real para os participantes da reunião virtual e estes, por meio da plataforma utilizada, puderam interagir no ambiente virtual, assim como os que estavam presentes no Salão de Atos, junto à Afucoper, em Ijuí. Contabilizando os votos dos associados presentes na sala presencial e online, os relatórios de gestão de ambas as cooperativas foram aprovados. “Está sendo um grande desafio para todas as cooperativas se adaptarem e essa nova realidade, das assembleias online, mas com certeza elas ampliam a possibilidade de acesso e participação por parte dos associados. As cooperativas só têm a ganhar com essa situação”, analisa o presidente Iloir de Pauli, que vê nas reuniões virtuais uma oportunidade de inclusão, que devem andar lado a lado com os eventos presenciais.

Analisando o ano transcorrido o presidente Iloir o avaliou como positivo em termos de resultados, apesar dos percalços e das novidades impostas pela pandemia, tanto na geração quanto na distribuição. “O ano de 2020 exigiu muito de nós, seja como gestores, seja como cidadãos. Foi necessário ajustar nossas ações às medidas de combate à COVID-19, doença que se instalou no mundo em meados de março e segue trazendo muitas preocupações”, afirmou. O presidente destacou que mesmo com a Pandemia, o trabalho da Ceriluz seguiu, por ser essencial. “Diferente do que se viu no país, nossa demanda de energia cresceu 9,45%, reflexo da realidade social e econômica de nossa região [...] Não bastasse às dificuldades da Pandemia, ainda enfrentamos uma estiagem, o que fez com que o setor agropecuário consumisse ainda mais energia, na forma de irrigação. O resultado foi o crescimento de 22,5% no consumo da Classe Rural” enumerou.

Nesse contexto, ainda, o presidente reforça que a Ceriluz precisava garantir uma tarifa justa para que os produtores rurais pudessem seguir com suas atividades também. “Sabendo que a energia é essencial para o setor produtivo é fundamental pensar nos valores pagos pelos associados, afinal, ela deve ser um impulsionador e não um entrave. No período da seca garantimos um desconto de 10% sobre as tarifas de energia dos associados, de abril a julho. Depois, em nosso reajuste, neutralizamos o impacto aos associados aderindo a mecanismos do governo de combate à pandemia e também por meio de inciativas próprias”, comentou.

Na AGO da Ceriluz Geração o presidente mencionou a finalização de obras importantes que agregam patrimônio e faturamento à cooperativa. “Tivemos que rever questões, modificar o planejamento, nos adaptar. O resultado foram obras finalizadas, caso da PCH Ijuí Centenária que entrou em operação, agregando 7,9 MW à nossa geração, e da PCH Forquilha IV, de 13 MW, dos quais 20% são nossos. Já a CGH Igrejinha, seguiu a passos largos e vai ser encerrada ainda nesse primeiro semestre de 2021”, relatou. 

Além da prestação de contas, em ambas as assembleias ocorreu a destinação de sobras apuradas e a eleição para o conselho fiscal, além de assuntos gerais.