ILOIR DE PAULI COMPLETA 45 ANOS DE CERILUZ, DESTES, 15 COMO PRESIDENTE

Presidente IloirA terça-feira, 21 de julho de 2020, foi marcante para o presidente da Ceriluz, Iloir de Pauli. Nessa data ele comemorou 45 anos de atuação na Cooperativa, dos quais 15 como presidente. Iloir de Pauli foi eleito pelo conselho no dia 14 de junho de 2005, após o falecimento do então presidente José Florentino Barasuol, em 11 de maio daquele ano. Sua posse, contudo, foi agendada para o dia 21 de julho, data em que Iloir ingressou na Cooperativa como funcionário, em 1975. “Essa é uma data importante não só por ter assumido como presidente, mas por representar toda a minha trajetória profissional dentro da Ceriluz, onde trabalhei praticamente a minha vida toda”, afirma o presidente, que iniciou suas funções na cooperativa como diretor técnico. Anteriormente, entre 1972 e 1974, Iloir atuou como eletrotécnico no Departamento Municipal de Energia de Ijuí (DEMEI) e, de 1974 a 1984, foi professor da Escola Técnica 25 de Julho, de Ijuí.

Iloir de Pauli lembra que foi um grande desafio assumir a Ceriluz após a passagem de José Barasuol. “O presidente Barasuol representou um novo momento para a Ceriluz. Ele implantou um novo modelo de gestão voltado para o associado”, afirma Iloir de Pauli. Foi em seu período que a cooperativa iniciou os encontros sociais, onde diretores e colaboradores vão até as comunidades levar informações sobre seu trabalho e palestras, assim como ouvir as necessidades dos cooperados. Também foi na gestão de José Barasuol que iniciaram os primeiros estudos para geração de energia, concretizados com as construções da CGH Nilo Bonfanti (1999) e da PCH José Barasuol (2004). “Tudo isso refletiu em mais resultados, reinvestidos na qualidade da energia distribuída e em mais benefícios sociais. Meu desafio foi dar sequência a esse trabalho, aproveitando da melhor maneira possível esse legado deixado”, comenta Iloir de Pauli.

Já sob a gestão do presidente Iloir, a Ceriluz, agora um Grupo formado por cooperativas e empresas, construiu novas usinas, incluindo a PCH RS-155 (2012) e a CGH Agudo (2016), em operação, e as PCHs Sede II Centenária e a PCH Igrejinha, ambas em fase final de construção. Somadas todas essas usinas, alcançará uma potência instalada de 36,5 Megawatts (MW). Na área da distribuição de energia os últimos anos foram de qualificação das redes de distribuição, com investimentos em subestações (duas em operação e uma terceira em construção) e novas linhas alimentadoras, reforçando o abastecimento de energia. Desde o ano de 2005 a Ceriluz apresentou um crescimento na distribuição de energia na ordem de 115%. “Me orgulho muito de estar à frente da Ceriluz, liderando um excelente grupo de conselheiros e de colaboradores. As conquistas desse período são resultado desse trabalho conjunto e também do esforço dos associados, que ao desenvolver suas atividades privadas, nos obrigam a crescer junto para dar conta dessa demanda”, avalia Iloir de Pauli.

A comprovação desses resultados positivos vem se dando nas Pesquisas de Qualidade realizadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que tem colocado a Cooperativa de Distribuição entre as finalistas do Prêmio Aneel de Qualidade, sendo eleita a melhor distribuidora de energia do Brasil na pesquisa 2018/19, com índice de satisfação de 85,9%. Na pesquisa desse ano a Cooperativa ficou na segunda colocação em sua categoria, superando o índice de quando foi campeã, chegando a 89,2% de satisfação.