CERILUZ ENTREGA PRÉDIOS DA USINA VELHA AO EXECUTIVO, RECUPERADOS

Reforma Usina Velha 2020 1A operação da Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Sede II Centenária vai exigir a desativação da Usina Velha, do Departamento Municipal de Energia de Ijuí – DEMEI. Essa desativação se deve ao fato dela ficar localizada no trecho denominado de alça seca - extensão do rio entre a barragem e a Casa de Máquinas da PCH Sede II Centenária – que sofrerá redução da vazão d’água. A nova usina em implantação no rio Potiribu permitirá um melhor aproveitamento dos recursos hídricos com maior potencial de geração, com capacidade instalada de 07 Megawatts (MW). Entre as contrapartidas para a desativação da usina municipal está a recuperação física de dois prédios anexos à Casa de Máquinas da Usina Velha, incluindo a recuperação de telhados, piso, rebocos, pintura e outras melhorias. Esse ponto consta na lei nº 6.569, assinada no dia 04 de outubro de 2017, após aprovação na Câmara de Vereadores, pelo prefeito de Ijuí, Valdir Heck. A reforma desses espaços cabe à Ijuí Centenária Geração SPE Ltda., empresa construtora da PCH Sede II, e à Ceriluz Geração, em solidariedade, uma vez que a cooperativa possui 99% do capital social.

A recuperação dos prédios em questão foi concluída no início de junho e eles já estão à disposição do Poder Executivo. “Tomamos o cuidado de preservar ao máximo a estrutura desses prédios, de forma que o município possa usufruir deles aproveitando seu potencial histórico cultural nas iniciativas turísticas que ali podem ser implantadas”, afirma Sandro Lorenzoni, diretor secretário da Ceriluz Geração. Conforme o prefeito de Ijuí, o local tem uma imensa importância histórica, uma vez que a usina está prestes a completar um século. “Essa usina é de 1923 e tem uma história particular e peculiar e isso não pode ser esquecido. Não podemos desmontar o que existe e que conta muito em relação ao passado”, avalia o prefeito. Apesar de não produzir mais energia, a Usina Velha seguirá aberta ao público contribuindo para o desenvolvimento histórico-cultural do município. O prédio da Casa de Máquinas, conforme o prefeito, também deverá passar por melhorias estéticas.

Outra contrapartida é a destinação da rocha retirada da escavação do túnel para servir de aterro da cabeceira norte do aeroporto de Ijuí, o que também já está acontecendo, em fase final. No total serão transportados aproximadamente 70 mil metros cúbicos de rocha para a área do aeroporto, permitindo melhorias no seu acesso e a ampliação da base para pista de pouso.

Para saber mais sobre esse tema, acesse aqui o Informativo Ceriluz dessa semana e ouça a entrevista com o prefeito de Ijuí, Valdir Heck.

Reforma Usina Velha 2020 2