DECISÃO DO LEGISLATIVO PERMITIRÁ AVANÇO DE PROJETO DE USINA DA CERILUZ

Usina velha demeiNo dia 25 setembro, durante sessão ordinária da câmara, vereadores de Ijuí tomaram uma decisão importante para a sequência de investimentos em geração de energia por parte da Ceriluz: aprovaram, por unanimidade, a proposta de desativação da Usina Velha, do Departamento Municipal de Energia de Ijuí - DEMEI, com o objetivo de possibilitar a construção de uma nova usina no Rio Potiribú, com melhor aproveitamento da água e maior capacidade de geração. A decisão é favorável à cooperativa uma vez que ela é detentora do direito de construir a Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Centenário – Sede II, cujo projeto estava parado, aguardando justamente, esta autorização.

O presidente da Ceriluz, Iloir de Pauli, explica que esse era um critério fundamental exigido pelos órgãos competentes, especialmente pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (FEPAM) e que agora o projeto poderá tramitar normalmente no órgão estadual - onde ele estava parado há mais de três anos devido a esse impedimento - em busca da Licença de Instalação (LI).

A PCH Centenário/Sede II - que ganha esse nome em homenagem a própria Usina Velha, cujo nome original é Usina da Sede e que completará 100 anos em 2.023 - terá uma barragem acima da Cascata Wazlawick, túnel de adução de aproximadamente dois quilômetros e Casa de Máquinas próxima à Associação dos Apicultores de Ijuí. Este projeto engloba as quedas da Cascata do Wazlawick, da Usina Velha e de corredeiras locais, alcançado um declive total de aproximadamente 40 metros, o que possibilitará uma capacidade instalada de 7 Megawatts (MW), superando a potência da Usina Velha, de 380 quilowatts (KW), gerados a partir de uma queda d’água de aproximadamente 10 metros.

Pela parceria entre Ceriluz e o Município, como a usina Velha será desativada a partir da operação da nova PCH, para compensar a Ceriluz repassará o valor da geração atual da usina velha, garantirá o retorno do ICMS e ainda irá fornecer 65 mil metros cúbicos de pedra - retiradas do canteiro de obras – para o uso pelo Poder Executivo em investimentos de infraestrutura. A Usina Velha também seguirá sendo utilizada como ponto turístico, com parte da infraestrutura sendo recuperada pela Ceriluz.

DECISÃO DO LEGISLATIVO PERMITIRÁ AVANÇO DE PROJETO DE USINA DA CERILUZ