COMEMORAÇÃO EXALTA OS DESAFIOS E CONQUISTAS DA CERILUZ EM SEUS 50 ANOS

Aniversário Ceriluz 2O sábado, dia 20 de agosto de 2016, foi especial para aproximadamente 15 mil associados da Ceriluz, pois foi quando a cooperativa completou seus 50 anos de história. Fundada em 1966, teve em sua origem o desafio de proporcionar eletricidade para famílias residentes no meio rural, até então voltada a iluminar, mas que hoje se tornou indispensável para praticamente todas as atividades diárias, inclusive produtivas. Ao longo dessa história foram muitas as dificuldades enfrentadas, no entanto, foram ainda maiores as conquistas alcançadas, atualmente garantindo energia de qualidade aos seus associados, resultado de investimentos em redes, subestações e usinas próprias.

Para comemorar todos os feitos alcançados neste cinquentenário a Ceriluz realizou evento festivo na última sexta-feira, dia 19, véspera de seu aniversário, no Salão de Atos da Cooperativa, junto à Afucoper, em Ijuí. Em jantar comemorativo reuniu colaboradores, conselheiros, associados, prefeitos e representantes de entidades de Ijuí e região, onde lançou o livro Ceriluz 50 Anos – Energia para a Vida, de autoria de Ademar Campos Bindé. Em suas 218 páginas o livro retrata os fatos mais relevantes dessa trajetória, nascida do idealismo e de ações de um grupo de produtores rurais do município de Ijuí, que alimentavam o sonho de usufruir dos benefícios da energia elétrica em suas propriedades. Bindé conta que os primeiros tempos foram voltados à formação e estruturação administrativa, marcados pela descrença de muitos e pelas dificuldades burocráticas que impediam a implantação dos projetos iniciais. “Vencidos esses fatores adversos, a concretização de um projeto pioneiro viabilizado fora da área de ação do município mãe serviu como impulso necessário para abrir caminho a outros empreendimentos projetados a partir do ano de 1970”, explica. Ele ressalta que a geração de energia “levou a Cooperativa a alcançar um destacado patamar que, somado a contínua qualificação de seu quadro funcional e ao acompanhamento da evolução tecnológica, coloca a Ceriluz nos dias atuais entre as principais cooperativas de eletrificação do País”.

Além do autor, o evento festivo contou com a presença do presidente da Organização das Cooperativas do RS (OCERGS), Vergílio Frederico Périus, do prefeito de Ijuí, Fioravante Batista Ballin, do presidente da Ceriluz, Iloir de Pauli, e do vice-presidente da Cooperativa, Valmir Elton Seifert, compondo a mesa de autoridades. Vergílio Périus reforçou o importante papel das cooperativas desde sua origem. “Se olharmos 50 anos para trás o RS estava escuro no meio rural. No momento precisávamos de luz e se organizaram inúmeras cooperativas, sendo a Ceriluz uma das pioneiras. Não se tivesse dado esse passo, hoje, 46% das famílias no meio rural estariam sem energia no campo”, afirma Vergílio, enaltecendo o papel da Ceriluz, que vai muito além de apenas iluminar. “As cooperativas não visam lucro, visam prestar serviço aos seus sócios e esse é o grande diferencial de uma Cooperativa, assim como a Ceriluz, que hoje se caracteriza como uma grande empresa a serviço de 15 mil associados, atendendo a região de Ijuí, sua agricultura e a agroindústria forte”, ressalta.

O presidente Iloir de Pauli falou da relação existente entre a Ceriluz e seus associados. “A Ceriluz possui uma relação de confiança com cada associado, está todos os dias em sua casa e não se importa se o consumidor ligar de madrugada, ou no meio do temporal. Prontamente nossas equipes farão o maior esforço para minimizar seu sofrimento. É uma relação quase familiar”. Ele reforça que, assim como os demais presidentes que estiveram à frente da Cooperativa nestes 50 anos, não geriu a Ceriluz pensando em fazer grandes obras. “Assumimos com o objetivo de construir uma grande Cooperativa, formada por uma relação de confiança, visando promover o desenvolvimento da nossa região e daqueles que vivem nela. As obras foram necessárias para garantir isso, até porque, sem elas, não poderíamos garantir a qualidade da energia que queremos e estamos ofertando”, atesta o presidente.

O evento festivo foi o ápice das comemorações do aniversário da Ceriluz. Contudo, outros atos já aconteceram em 2016, como a inauguração oficial da Pequena Central Hidrelétrica (PCH) RS-155, no dia 17 de março e das subestações Reinholdo Luiz Kommers, em 15 de abril, e Aparício Piccinin, em 25 de maio. Outra importante obra a ser inaugurada será a PCH Agudo, construída em Zortéa, em Santa Catarina, em data a ser definida.

Para saber mais ouça também o nosso informativo de rádio acessando aqui. Veja abaixo alguns do momentos que marcaram a festa de cinquenta anos.

DSC 0033

DSC 0184

DSC 0189

DSC 0194

DSC 0195 aniv.

DSC 0206

DSC 0207

DSC 0211

DSC 0215

DSC 0234

DSC 0238

DSC 0244

DSC 0245

DSC 0250

DSC 0267

DSC 0333

DSC 0365

DSC 0367

DSC 0368