PCHS SÃO APRESENTADAS COMO ALTERNATIVAS VIÁVEIS EM SEMINÁRIO DA FETAG

DSC 0057A Ceriluz fez parte do 2º Seminário sobre Energias Alternativas realizado no dia 21 julho, no auditório do centro administrativo do parque de exposições de Santa Rosa, promovido pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Sul – Fetag/RS. O Seminário teve por objetivo discutir e propor modelos de geração menos impactantes para as comunidades, em contraponto ao modelo de geração de grande impacto, como as hidrelétricas previstas de Garabi e Panambi. Para explicar a proposta do tema, a Fetag explica que “compreende a necessidade cada vez maior de energia, para o modo de vida, de geração de riqueza e bem estar das pessoas”, mas destaca que é preciso “colocar a pesquisa e a tecnologia a favor das pessoas e para isso são inúmeras as opções de geração de energia limpa, de qualidade, baixo impacto e adaptadas às diversas realidades e necessidades, como a solar, eólica, biomassa, PCHs, biodigestores, entre outras”.

DSC 0063A Ceriluz esteve representada pelo gerente administrativo/financeiro Ivo Boratti. Em sua explanação, ele apresentou os principais investimentos realizados pela Ceriluz em Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs), que vêm ao encontro do que propunha o seminário, ou seja, gerar energia com menos impacto. Também apresentou os estudos que estão sendo desenvolvidos pela Ceriluz na área das energias alternativas como a Eólica e Solar.

Além da Ceriluz estiveram presentes ainda como painelistas representantes da Cooperluz e da Associação dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais Sepé Tiaraju, que apresentou o projeto que desenvolve biodigestor em parceria com a Cooperativa Habitacional da Agricultura Familiar (COOHAF).