CERILUZ OFERECE SINAL DE INTERNET VIA FIBRA ÓPTICA AOS ASSOCIADOS

Ceriluz.netNo ano em que completa cinquenta anos a Ceriluz assumiu um novo desafio, bastante parecido com aquele que se dispôs a executar no ano de 1966: proporcionar um serviço de qualidade suprindo uma lacuna existente. O que é diferente agora é o serviço que será prestado. Enquanto que em 1966 era a energia elétrica, agora será a internet. Para proporcionar esse serviço aos seus associados foi criada uma nova organização, a Ceriluz.Net, que irá atuar unicamente nesse setor, realizando seu trabalho paralelamente aos da geração e distribuição de energia.

Por ser mais uma empresa Ceriluz, seguirá os mesmos princípios que já caracterizam as cooperativas de Geração e Distribuição de Energia, que tornaram esse nome uma referência regional. Aliás, o trabalho em muitos momentos é conjunto, como no processo de condução dos cabos de fibra óptica, onde está sendo aproveitada toda a infraestrutura de postes das redes de distribuição de energia. Até o momento a cooperativa totaliza mais de 70 quilômetros de cabos de fibra óptica estendidos, resultado de um trabalho que iniciou no início do ano e que já está atendendo algumas famílias associadas. Atualmente a Ceriluz.Net está com três linhas principais de fibra óptica na região: uma delas sai da nova sede da Ceriluz, ao lado da BR 285, onde está seu provedor, e se dirige até o município de Bozano; outra segue a mesma rodovia até o município de Coronel Barros; e uma terceira foi instalada até a comunidade de Chorão, em Ijuí, seguindo a rodovia RS-155, passando pelo Distrito de Santana.

Mateus Trevisol, engenheiro eletricista responsável pela instalação das primeiras redes, explica que a Cooperativa vinha estudando a possibilidade do fornecimento do sinal de dados desde 2007, no entanto, não tinha um suporte que garantisse a qualidade desejada pela Ceriluz. “Nós não iniciamos antes esse trabalho porque as prestadoras de serviços de internet não nos atendiam na qualidade e capacidade que precisávamos para entregar ao associado. Essa questão foi resolvida a partir da instalação da Subestação Ijuí 02 [ELETROSUL], a qual possui conexão com a TELEBRAS, que possibilita nos conectarmos a uma rede de alta capacidade para repassar o sinal aos associados”, explica Mateus. Outro diferencial é o fato da Ceriluz adotar a fibra óptica para levar a internet aos clientes. “O atendimento se dá com fibra óptica desde a Ceriluz até a casa do associado, sem intervenções ou trocas de sistemas no caminho, o que garante uma qualidade de internet muito superior a qualquer outro sistema disponível no mercado”, acrescenta o engenheiro.

O presidente da Ceriluz, Iloir de Pauli, lembra que nas cidades de Bozano e Coronel Barros, assim como nas comunidades de Chorão e Santana, a Ceriluz está pronta para conectar novos clientes com a fibra óptica estendida em todos os postes da Cooperativa. A opção pelas áreas urbanas para as primeiras linhas de fibra óptica se deu em razão do cálculo de viabilidade dos projetos, ou seja, seu custo/benefício, onde é preciso adotar rotas que apresentem um custo menor para tornar esse trabalho viável, tanto para a Cooperativa, como para os clientes interessados. Segundo o presidente, no entanto, a Cooperativa vai, aos poucos, buscar expandir seus serviços nessa área. “O processo de instalação de energia elétrica foi lento, mas chegamos à realidade que temos hoje. No caso da internet não será diferente, vamos aos poucos disponibilizaremos internet de qualidade, com fibra óptica, a todos os interessados, conscientes de que se trata de uma ferramenta indispensável para o desenvolvimento”, garante.

Para analisar a demanda e viabilizar novos projetos a Ceriluz está aceitando o cadastramento de interessados, independente da região onde vivam. A recomendação é que se formem grupos de pessoas interessadas, assim o custo de implantação da fibra óptica será dividido, ampliando a possibilidade de execução dos projetos. Para verificar planos e valores o associado pode fazer contato pelo telefone 0800 51 3130 e, caso tenha interesse, fazer seu cadastro. Atualmente a Cooperativa elabora um quarto projeto, este indo em direção a Augusto Pestana, passando pela comunidade de Barreiro, onde existe um bom potencial de conexões.