AFERIÇÃO DE MEDIDORES DÁ CREDIBILIDADE AO REGISTRO DO CONSUMO

DSC 4483A relação entre a Ceriluz e seus associados consumidores de energia exige confiança de ambas as partes. A Cooperativa fornece energia e todos os meses registra e cobra por esse consumo. Por um lado, a Ceriluz precisa ter a certeza de que os medidores não foram violados, enquanto, por outro, o associado quer ter a certeza de que o consumo registrado está correto. Para garantir essa confiabilidade existe o Setor de Medição de Energia, com técnicos capacitados para realizar a fiscalização do consumo, tanto para identificar furtos e fraudes, quanto para verificar se os medidores estão funcionando corretamente.

Quando há dúvida quando ao correto registro do consumo de energia por problemas nos medidores, a Ceriluz disponibiliza o serviço de Aferição de Medidor que, conforme o responsável pelo Setor de Medição, Eliseu da Motta, é um comparativo entre o medidor instalado na residência e um equipamento padrão. A aferição pode ser feita a partir da identificação do problema por um profissional da Ceriluz, identificando, por exemplo, uma oscilação muito expressiva entre uma leitura e outra, ou pode ser solicitada pelo consumidor. No entanto, o eletrotécnico orienta que primeiro o associado deve verificar se o problema não está na instalação interna. “Nós temos notado que na maioria das vezes o problema não está no medidor, mas sim, nos equipamentos da residência e na forma como eles são utilizados”, aponta. Eliminada essa possibilidade e persistindo a dúvida, o associado deve fazer contato com a Cooperativa pelo telefone 0800 513130, solicitando o serviço de aferição. Confirmado o problema, após a realização de uma inspeção, o medidor é substituído por um novo, sendo o defeituoso descartado. O associado, por sua vez, terá direito ao ressarcimento via fatura de energia, de acordo com o resultado da aferição e a legislação vigente. Eliseu destaca, no entanto, que a ocorrência de problemas em medidores é pequena. “A Ceriluz utiliza para os casos de aferição, medidores eletrônicos, todos testados e aprovados pelo INMETRO, que vêm com laudo, tem sua qualidade confirmada e dificilmente apresentam problema”, garante.

Já no caso de furtos ou fraudes, a fiscalização é feita de duas maneiras. Primeiro, periódica, onde a equipe segue um cronograma pré-elaborado, que visa atingir o maior número possível de associados. A segunda é eventual, movida ou por denúncias ou quando, de forma casual, uma equipe da Cooperativa identifica alguma irregularidade. “Em caso de fraudes e furtos, as consequências, basicamente, são o ressarcimento à Ceriluz, indenização em forma de multa e há possibilidade do infrator responder judicialmente, caso a Cooperativa represente contra essa pessoa ou o estabelecimento” explica o eletrotécnico.

Eliseu da Motta alerta que a forma correta de diminuir o consumo de energia é por meio de uma atitude consciente, utilizando lâmpadas e equipamentos econômicos, com selos Procel consumo A, mas, principalmente, a família deve ter consciência da necessidade de economia no consumo da energia.

A entrevista completa com o responsável pelo Setor de Medição da Ceriluz pode ser ouvida clicando aqui.