Artigos

Bandeiras Tarifárias

Desde o mês de julho de 2015 as cooperativas de distribuição de energia, o que inclui a Ceriluz, passaram a aplicar em suas faturas de energia o Sistema de Bandeiras Tarifárias, que consistem em aumentos de valor quando há elevação no custo de produção de energia no país. Sendo assim os associados da Ceriluz também estão contribuindo com essa taxa instituída pelo governo federal, para subsidiar a escassez na geração de energia elétrica no Brasil. Os consumidores de energia das demais concessionárias brasileiras já vêm contribuindo com esse valor desde janeiro do mesmo ano.

As bandeiras tarifárias foram implantadas para suprir o custo da geração térmica no Brasil, matriz energética que precisou ser usada para compensar a falta da energia hídrica, em razão da estiagem nas regiões centrais e norte do país. As bandeiras atualmente estão assim definidas:

1)      Bandeira verde, não apresenta custo extra e se aplica quando o custo da geração térmica for inferior a R$211,28 o MWh;

2)      Bandeira Amarela, cobra R$1,50 a cada 100 kWh, quando o custo da geração térmica estiver entre R$ 211,28/MWh e R$ 422,56/MWh;

3)      Bandeira vermelha:

* Patamar 1: cobra R$ 3,00 a cada 100 KWh, quando a geração térmica custar de R$ 422,56 até R$ 610/MWh;

* Patamar 2: cobra R$ 4,50 a cada 100 KWh, quando a geração térmica maior ou igual a R$ 610/MWh.