Meio ambiente

Meio Ambiente

A atividade econômica da Ceriluz Geração depende da exploração da natureza. É por meio da força motriz da água que é gerada a energia elétrica comercializada pela Cooperativa. Sendo assim, nada mais correto do que a organização desenvolver ações que visam à preservação e recuperação ambiental do ambiente onde está envolvida, durante a execução de suas atividades. Por um lado, gera energia limpa por meio de suas Pequenas centrais Hidrelétricas (PCHs), que produzem eletricidade com um baixo impacto ambiental. Por outro lado realiza Gestão Ambiental em suas atividades do dia a dia, ou seja, a administração dos danos causados pelas atividades desempenhadas pelos colaboradores. Para isso possui um setor de Meio Ambiente estruturado.

Gestão Ambiental

Ceriluz Distribuição - São os profissionais do setor de Meio Ambiente que buscam orientar as podas sob as redes de distribuição de energia visando minimizar os impactos. A tecnologia auxilia neste sentido, ao permitir a instalação de redes com cabos multiplexados, também chamados de ecológicos, que toleram o contato com a vegetação, exigindo apenas podas superficiais. Todos os atos que interferem na natureza, como cortes de árvores, são realizados mediante a obtenção de Licenças Ambientais, que podem, em alguns casos, ser emitidos por secretarias municipais de Meio Ambiente autorizadas, ou então pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA), por meio do Departamento de Florestas Protegidas (DEFAP).

Ceriluz Geração - Para que as usinas da Ceriluz possam gerar energia uma série de questões ambientais precisam ser consideradas. A Cooperativa segue normas determinadas pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (FEPAM). São questões como a obrigatoriedade de manter viva a alça seca dos rios, deixando passar parte da água pelo leito ininterruptamente, possibilitando assim a manutenção da fauna íctica (peixes), mesmo durante a geração. Neste sentido a Cooperativa também mantém aberta a escada de peixes na barragem da Usina José Barasuol. O mesmo sistema vai existir na Usina RS-155, assim que ela for concluída. Por meio dela é possível manter o deslocamento dos peixes no período da Piracema, quando estes sobem o rio em direção às nascentes para reprodução. Quanto a Flora, a Ceriluz realiza a compensação das árvores derrubadas durante a construção das suas usinas, por meio do plantio de mudas nas Áreas de Preservação Permanentes (APPs). No caso da obra da Usina RS-155, todo o cronograma de construção ocorre paralelamente ao monitoramento ambiental, de modo que possam ser definidas medidas de compensação ambiental. Um exemplo claro dessa preocupação é a iniciativa da Cooperativa de desviar o Canal de Fuga da usina, preservando assim uma APP existente no local.

Visitas na UsinaEducação Ambiental

Projeto Atitude Limpa - A preocupação socioambiental já é uma marca registrada da Ceriluz e a Cooperativa busca expandir os cuidados com o Meio Ambiente através de sua política de Educação Ambiental. Pensando nisso, foi lançado um projeto focando principalmente o público jovem da Ceriluz (estudantes) e os seus colaboradores: o Projeto Atitude Limpa. Este se constitui de apresentações, palestras, oficinas, divulgações etc, com o objetivo de consolidar o conceito de sustentabilidade entre os colaboradores e estudantes, visando à redução no uso de materiais descartáveis. Para o Público estudantil também são disponibilizadas visitas às usinas, com orientações sobre o processo de geração de energia e os cuidados ambientais necessários neste tipo de obra.